Senegal é eliminado e africanos voltam a ficar sem representante na segunda fase do Mundial - Portal Tudo A Ver

Novidades

Portal Tudo A Ver

O Mundo Da Mídia A Sua Vista

Post Top Ad

Publicite teu negócio aqui | +244 927562797

Post Top Ad

Publicite Aqui

28 junho 2018

Senegal é eliminado e africanos voltam a ficar sem representante na segunda fase do Mundial

A eliminação de Senegal marca o fim de uma sequência de 32 anos, ou oito Copas seguidas, com países africanos se classificando para a 2ª fase da Copa do Mundo. Egito, Marrocos, Nigéria e Tunísia já haviam deixado a competição. A última vez que um representante do continente não passou da primeira fase foi em 1982, na Copa da Espanha.
Colômbia e Japão apurados, Senegal eliminado por causa dos... cartões amarelos. África fora dos 'oitavos'
A decisão da vaga entre Japão e Senegal só aconteceu através do critério de desempate dos cartões amarelos. Empatados em pontos, vitórias, saldo de golos, golos marcados e no confronto direto (empate em 2 a 2), foi preciso contar quantos cartões amarelos cada equipe recebeu durante o mundial.
Os dois times chegaram empatadas na última rodada e terminaram da mesma forma. Senegal perdeu por 1 a 0 para a Colômbia, e os asiáticos pelo mesmo placar para a Polônia. Por isso, foi necessário utilizar o critério dos cartões. Os senegaleses acumularam seis amarelos, enquanto os japoneses só quatro. Por isso, os asiáticos levaram a melhor e vão seguir na competição.
Em 1982, Camarões era o único representante africano e não conseguiu sair de seu grupo, que tinha Polônia, Itália e Peru. Os dois europeus seguiram para a fase seguinte, que ao invés de um confronto eliminatório, como é hoje, formava-se um novo grupo.
Em 1986, quando começou o formato eliminatória após a fase de grupos como é hoje, o Marrocos se classificou e perdeu nas oitavas para a Alemanha Ocidental. Em1990, a seleção de Camarões, que tinha o atacante Roger Milla, foi uma das sensações daquele Mundial e só caiu nas quartas, para a Inglaterra, após prorrogação.
Em 1994 e 1998, a Nigéria foi a representantante africana no mata-mata. Perdeu as duas vezes nas oitavas. Primeiro para a Itália, depois para a Dinamarca.
Em 2002, o próprio Senegal foi o melhor representante africano, chegando até as quartas de final, depois de eliminar a França na fase de grupos.
Em 2006 e 2010, Gana avançou até a segunda fase. Na Alemanha, perdeu para o Brasil, por 3 a 0, nas oitavas de final, e quatro anos depois na África do Sul, só perdeu nas quartas, para o Uruguai, em jogo marcado por Luis Suárez ter salvado uma bola com as mãos nos minutos finais da partida. Nos pênaltis, os sul-americanos levaram a melhor.

No Brasil, em 2014, a Argélia deu trabalho para a futura campeã Alemanha. Em jogo decidido só na prorrogação, os europeus venceram por 2 a 1.


Post Top Ad

Publicite Aqui